O que é que me aconselha?

Temos que encarar esta falha de forma digna e frontal: somos demasiado ingénuos.
Sim, falo de nós, portugueses amantes da bola e do Fado e das promoções de hipermercado. Falo desta nação de gente simples e hospitaleira, diria mesmo hospitalar, graças ao nosso brilhante serviço nacional de saúde.
Os portugueses são ingénuos.
Naïf.
Tótós.

Eu sei que é uma novidade que custa a digerir, como aquela carne de porco à alentejana quando frita em azeite excessivo.
Mas é a verdade e temos que a engolir.

Basta observar o comportamento típico do Zé Portuga em qualquer restaurante do país. Mão na ementa, olho no empregado e a pergunta sai disparada:
"- Ó amigo, este cherne é fresco?"
Ó amigo? É assim, com esta facilidade, que se estabelece uma relação de amizade? Basta pousarem-nos um pires de azeitonas, um cesto de pão e uns quadradinhos de manteiga meio-sal e já está? Pior: no fundo daquele ser, nas profundidades daqueles olhos pagadores de impostos, o raio da criatura está mesmo convencida de que vai obter uma resposta sincera ao perguntar pelo estado de frescura do cherne.
Mas não é isto que me choca mais. O que realmente me perturba é pensar que o empregado, também português crescido a couve, responde com sinceridade.
Diz "Claro que fresco, fresquíssimo!" e pensa "Como é que não havia de ser, está há mais de duas semanas na arca..."

6 comentários:

Anónimo disse...

berdade berdadinha

eduardo disse...

mas o pior de tudo são aqueles que não conseguem ser outra coisa que não simpáticos e que mesmo comendo uma valente zurrapa dizem no fim com um sorriso na face "estava bom sim" e ainda aqueles que não conseguem ser de outra forma que não antipaticos que mesmo tendo provado o melhor pitéu do mundo dizem cheios de razão "Paguei pra esta m***??? Isto é um nojo.. bla bla bla"

Caro Carlos... ha os mt espertos e os muito burros, mas desde sempre o meu pai me disse.. mais vale um gaijo esperto armado em burro do que um gaijo burro armado em esperto :) tento seguir a filosofia dele :)

Miguel disse...

Eu sou dos tais ingénuos, naif e totó.
E sabes o que é que me incomoda?
É sentar-me num restaurante e perguntar: "O que é que me recomenda?" e ouvir o empregado soprar o ar, enfadado, e dizer: "Você é que sabe"... ou "É tudo bom..."
É óbvio que "eu é que sei", mas detesto pedir uma opinião e levar com o desprezo (ou com a resposta-cliché) do empregado.

Cláudia disse...

Mudou de endereço o blog Always Laughing... agora é: www.laughinghumor.blogspot.com/ Paxem por la e comment... ;)

sofia_a_falhada disse...

ta e daí??

kem disse k era errado??? ninguem somos parvos e idiotas temos o país a arder... e daí?

ninguem ker saber a verdade é esta TAMOS IRREMEDIAVELMENTE SÓS!!! mais vale sermos uns parvos idiotas e egoístas e vivermos uma falsa felicidade... k passar a vida toda a lutar contra o k ja nao se pode mudar

sofia, barcelos

Miguel disse...

Não sejas tão optimista!