A noite de todos os monstros



Foi este sábado, perante uma sala cheia com cerca de duas centenas de vítimas em Leça da Palmeira, no LAF! Comedy Club.
Durante quase 3 (!) horas, a Região atacou de novo. E que ataque: em vagas consecutivas derrubámos o nosso próprio conceito de ritmo e, pela primeira vez, descobrimos que havia algo mais do que nós em palco. Havia química, sintonia e muita loucura.

Um dos regionários consegue descrever isso como ninguém - o Nuno Matos, no seu blog, escreve que

Muitas são as razões que explicam porque foi esta noite em particular tão diferente, tão melhor do que tantas outras. Algumas dessas razões não as posso aqui divulgar, já que têm directamente a ver com a intimidade de alguns elementos da Região Estrangeira. O que posso adiantar é que muitos de nós, senão mesmo todos, necessitavam da noite de ontem. Necessitavam do pretexto que é fazer um espectáculo daqueles para libertar os fantasmas de dentro do armário; necessitavam que ele corresse como correu para que o sentimento de libertação e de realização fosse completo.

É isto. Foi isto. E o impacto foi notório: sala cheia, de gente que se ergueu numa rendição final ao óbvio: a comédia vive-se com a alma.
Desconfio que a Região começa a ter vida própria.
Criámos um monstro.

2 comentários:

EL Graxa disse...

Oxalá todos os monstros me fizessem rir e ter uma noite fabulosa como a que tive no sabado...Surreal, fabulasa, fantástica!!!! Adorei!!! Parabéns a todos e a nós que assistimos tb!

SkeeTo disse...

Eu estive lá e ADOREI! A sério, não consegui parar de rir durante aquele "remake" final de 3 minutos!
Bem hajam vocês pela felicidade e pelos momentos que nos fazem passar. Força, a Região Estrangeira arrisca-se a arranjar mais um fã que vos vai seguir até onde puder. Força! Carlos, tu és o Maior! Ou será o o Nuno? Não, deve ser o Baldaia ... Prontos ... VOCÊS são os maiores!