O que é que te impede?

"Achas realmente que alguma vez vais conseguir fazer isso? Não achas que são projectos a mais? Já te apercebeste que estás em Portugal?"

Nenhum obstáculo te pode impedir. No máximo, pode atrasar-te.

Se apagares os teus sonhos, o que é que te resta? A rotina? O percorrer dos dias apenas porque andas cá?
Quando desistes dos teus sonhos, desistes da tua identidade.

Não interessa se vais chegar ao objectivo.
O que interessa é que, independentemente da possibilidade de êxito, não te resta nenhuma hipótese válida senão correr para ele.
Lutar pelos teus sonhos não garante que os vais alcançar.
Mas garante que permaneces humano. Que permaneces tu.

Vives num mundo onde o mais fácil é deixares de ser tu.
O mais fácil é seres mais um na multidão descolorida, mais uma máquina ambulante produtora de fezes e urina cujo organismo se desgasta de minuto a minuto.

Não interessa se realmente vais concluir os teus projectos ou alcançar os teus sonhos.
O que interessa é que, ao desistires deles, estás a esvaziar a vida do seu sentido.

És o hamster na roda. Sabes que nunca vais chegar a lado nenhum.
Mas se não correres, a roda fica parada.
Uma roda parada não faz sentido. É menos roda.

5 comentários:

Mouro disse...

mas que bem...

Kgrilos disse...

não sei se tem muito a ver, mas eu uma vez comi um hamster....


um abração e um grande ano para ti

KGrilos

S. disse...

CM no seu... normal. :)

davidmoura disse...

Bom texto, quem corre por gosto nao cansa e já que és um hamster corre que é para nao ficar parada ;) Parabens pelo blog ... tens textos geniais. Abraços e boas entradas ...

EL Graxa disse...

Toma lá, mais uma lição de vida!