O futuro?

Há uns tempos atrás e em conversa com um amigo, falávamos sobre avanços de tecnologia, estudos de interfaces e, basicamente, sobre como a simplificação poderia ajudar a eliminarmos o popular "choque tecnológico".
Hoje trago-vos uma pequena amostra daquilo que muitos laboratórios e centros de investigação estão a desenvolver: sistemas livres de manuais pesados, mais humanos, mais interactivos. O futuro passa, sem dúvida, pela eliminação geral do mouse e pelo regresso às mãos, ao moldar e ao instintivo.
Um dos pioneiros nesta àrea é um rapaz chamado Jeff Han, que no TED deste ano trouxe o seu protótipo para o palco. Observem:

Ainda sobre este interface, vejam Jeff a brincar um bocadinho, para perceberem ainda melhor a interactividade da coisa:

Claro que a história não se resume a sistemas "hands-on". Também é possível conjugar sistemas conhecidos, como uma câmara de vídeo, um mouse e... um pincel, para arriscar novas ferramentas criativas. O MIT, por exemplo, construiu este magnífico sistema:

Não é uma questão de anos, é uma questão de instantes. Preparados?

3 comentários:

Eduardo Ramos disse...

Fiquei que nem um puto no Natal numa loja de brinquedos!
Caramba!

salvadordeali disse...

Então CArlos tudo bem??
É mesmo verdade, a tecnologia não parece muito interessada" em dar "descanso ao pessoal", é sempre a andar, prá frente é que é caminho!!! hehe
Deixo aqui outro video tb bastante interessante:
MIT sketching
http://www.youtube.com/watch?v=NZNTgglPbUA

abraço
HugoNevez

PS: E StandUp para os próximos dias, nada??

Miguel disse...

Não me digas que ainda escreveste este post num teclado convencional...