O homem sabe o que faz


Espero com ansiedade a estreia no nosso país de "Flags of Our Fathers", que, pelo que eu sei, ainda não tem data marcada. Já pus o dinheiro do bilhete de parte e aqui estou, em pulgas.
Porquê? Bem, porque é finalmente um filme sobre a batalha de Iwo Jima, é certo, mas porque é, acima de tudo, mais uma película com a assinatura de Clint Eastwood. E o homem, digam lá o que disserem sobre Dirty Harry, é provavelmente o melhor realizador norte-americano da actualidade. E mais: este não é um filme sobre a batalha, mas sim sobre o aproveitamento da guerra e sobre a famosa foto, tirada no local, que serviu de panfleto publicitário para toda uma nação.
A cereja do bolo? É que o sr. Eastwood quer tanto mostrar a realidade da coisa que ainda fez melhor: não um filme, mas dois.
Aguardem para logo a seguir ir ao cinema ver "Letters from Iwo Jima", que conta precisamente a história do outro lado da trincheira japonesa.
Porque os heróis, se os há, estão de ambos os lados.
Sim, senhor.
Merece uma ovação, e ainda nem vi os filmes.

Se quiserem saber mais, ouvir um pouco da excelente banda sonora e espreitar os trailers respectivos, então aconselho um salto aos sites respectivos: Flags of our Fathers e Letters from Iwo Jima.


ps: curiosidade sobre o cartaz, para quem gosta de design - as nuvens, na zona junto ao sol, são precisamente as mesmas. Como se ambos os fotógrafos, cada um de seu lado, tivessem tirado a foto em simultâneo.

4 comentários:

Eduardo Ramos disse...

Mestre Carlos.
Só com essa introdução já me fizeste mexer na carteira e, do mesmo modo que tu, começar a separar o dinheiro para o bilhete.
Sinceramente já estou farto da chapa 5 do filme americano. A viagem, a busca, a vingança, o heroi... 5.1, 5.2, 5.3... sempre a porra da chapa 5. E para piorar as coisas, fazem remakes. :P
Este "sinhor",sempre afónico, na arte do cinema, grita bem alto.

Obrigado Carlos.

Anónimo disse...

Muito bom.. Finalmente algo diferente..

kane disse...

De "monco"(o verdadeiro nome do "homem sem nome" de "Por um punhado de dólares") a William Munny de "Imperdoável"... tantos anos e tanta sabedoria...mas o mesmo carisma. Da arrogância mítica e inspirante de uma geração de "Dirty" Harry Callahan à singeleza e honestidade de Robert Kinkaid de "As pontes de madison county" Grande, grande Clint. Para mim, um dos melhores de sempre.

Um abraço

Kane

kane disse...

De "monco"(o verdadeiro nome do "homem sem nome" de "Por um punhado de dólares") a William Munny de "Imperdoável"... tantos anos e tanta sabedoria...mas o mesmo carisma. Da arrogância mítica e inspirante de uma geração de "Dirty" Harry Callahan à singeleza e honestidade de Robert Kinkaid de "As pontes de madison county" Grande, grande Clint. Para mim, um dos melhores de sempre.

Um abraço

Kane