Comandante, temos cérebro a estibordo

Depois de séculos de fantasia e anos de tentativas falhadas, desta vez a coisa parece que vai mesmo funcionar.
Um grupo internacional de cientistas está a desenvolver o primeiro microrobot na história da medicina, da largura de dois fios de cabelo humano, capaz de viajar pelo sistema vascular e digestivo.
Este tubinho tele-comandado, pouco mais largo que um grão de sal, será inserido através de uma seringa, "nadando" depois pelo corpo e passando através de vários órgãos, inclusivé do coração, até voltar ao ponto de origem.
A data de estreia oficial está prevista para 2009, embora este ano esteja completo o primeiro protótipo...
Saibam mais nesta reportagem.

1 comentário:

A mão que escreve disse...

xi.. já só falta inventarem um robot desses para irem lutar contra os virus ou assim...