Sobre este fim-de-semana


Póvoa Terra querida
Como tu não há igual
És ainda a mais bonita
Que existe em Portugal
Ala-arriba pela Póvoa
Terra nossa bem amada
Ala-arriba pela Póvoa
Terra nossa abençoada
Póvoa Terra bendita
Nossa terra e nosso lar
Enquanto tivermos vida
Havemos de te honrar
Ala-arriba pela Póvoa
Terra nossa bem amada
Ala-arriba pela Póvoa
Terra nossa abençoada

Letra de Albano Ribeiro e música de Eduardo Correia.


Como vivi lá mais de uma década, posso vos garantir que, este sábado, o futebol nacional trouxe-me alguma alegria.
Um abraço aos poveiros: como se não bastasse as "Correntes d'Escritas", uma das maiores iniciativas literárias que ocorre no nosso país, os "Lobos do Mar" ainda fizeram o favor de mostrar a sua raça frente ao Benfica.
(Nem é por uma questão clubística - eu é que tenho uma particular felicidade sempre que o David derruba o Golias)

2 comentários:

Kane disse...

O mar enrola na areia... viva a Póvoa! Aquilo que sou é produto dos 18 anos que lá vivi... a propósito...tens saudades da rádio?

Abraço!

Kane

Popy disse...

grande Varzim!!

deixem jogar o Mendonça :)