O maior funeral de todos os tempos

Quando Graham Chapman faleceu, os Monty Python já tinham atravessado o deserto dos conflitos e estavam definitivamente "aposentados" como grupo. Juntos no funeral, fizeram aqueles que são os melhores discursos de enterro de todos os tempos. Verdadeiramente notáveis, e que só provam que o humor é muito mais do que um stress relief: é uma forma muito, mesmo muito séria de encarar a vida.

Quando eu quinar, espero o mesmo. No mínimo.

5 comentários:

Mazi disse...

He wasn't expecting the Spanish Inquisition...

Sempre que revejo os "monty", my nipples exploded with delight...

S. disse...

Importas-te que comece a trabalhar nisso daqui a muito, mas mesmo muito, muito tempo?

Carlos disse...

S., por acaso, da forma como as coisas andam, é melhor arrancares para o rascunho!!!

:D

Anónimo disse...

Na improbabilidade de te acontecer primeiro que a mim, está prometido.
abraço,
Pedro

Matvey disse...

No Fabulo Destino de Amélie, a Audrey diz, a dada altura, uma frase que adapto livremente: "Isto é que é um funeral!"