Por falar em atraso de vida

É nestas pequenas coisas que se vê (ou se pressupõe descobrir) o estado da nação.
Andamos nós aqui entretidos com a modernidade de fazer aeroportos e TGV's, embebecidos com tratados europeus e brilharetes diplomáticos, entusiasmados com telemóveis terceira geração e GPS's ultra modernos...
...e há coisinhas como esta que acabam por fazer engasgar o caroço.
Dizia a minha avó que no melhor pano cai a nódoa.
Eu explico.

Ora anda para aí muito boa gente feliz por dizer à boca cheia que Portugal é um estado laico, que somos modernaços e open-minded. O curioso é que acabo sem querer por descobrir que, entre outras lacunas semelhantes, não há uma única associação portuguesa inscrita na Internacional Humanista. E, por mais imbecil que vos possa parecer, é uma pena.
E eu explico, mais uma vez.

A Internacional Humanista, como eu lhe chamo, é na verdade a IHEU - International Humanist and Ethical Union, uma espécie internacional comunista mas que congrega em si vários grupos, movimentos e associações Humanistas espalhadas pelo globo.

Ou seja, uma espécie de Greenpeace filosófica que reúne em si os mais importantes núcleos activos do mundo, especialmente os ligados ao Humanismo Secular, corrente política/filosófica/social com a qual me identifico.
E, para quem não clicou no link acima ou/e ainda não sabe o que é o Humanismo Secular, não faz mal, porque eu também explico, de forma resumida.

O Humanismo Secular (também conhecido por Humanismo Laico) é um termo que tem sido usado nos últimos trinta anos para descrever uma visão de mundo que defende os seguintes pontos:
- as soluções e respostas para a humanidade encontram-se através do uso da razão, da ciência e recorrendo a factos;
- todos os dogmas, ideologias e tradições religiosas, políticas ou sociais devem ser avaliados e testados e não pura e simplesmente aceites por actos de fé
- a verdade é sempre uma busca constante, a nossa visão da verdade é sempre imperfeita e a única forma de andarmos com este planeta para a frente é se nos deixarmos de tretas e trabalharmos juntos a favor da evolução.
De forma bruta e resumida, é mais ou menos isto.
Quem quiser saber ainda mais, pode (e deve) dar uma espreitadela no site do Humanismo Secular Portugal.
Sim, há um grupo português, mas aparece fraquinho, disperso, ainda não registado no já referido IHEU, e ligado ao ainda jovem Movimento Liberal Social.

Esta ausência internacional é grave?
É. Estamos de fora de um movimento internacional onde até países como a Islândia, o Luxemburgo e a Nigéria participam activamente.
E nós, nada.

Como sempre, andamos a reboque da história e a nossa noção de Pensamento Contemporâneo existe sempre com um aparente atraso de meio século.

Já agora, uma vez que falei do MLS, deixem-me também acrescentar que estou curioso em relação a este pretendente a partido político.
Amanhã há uma reunião de simpatizantes e curiosos na Galeria Comercial do Palacio Sotto Mayor, na Av. Fontes Pereira de Melo, uma espécie de encontro descontraído, um happening na praça da alimentação. Eu vou lá e vou espreitar e conversar e tentar perceber se é desta. Está marcado para as 19:30h.
Já agora, apareçam também.
Pode ser o pontapé de saída para algo a sério.
É que já era tempo.

1 comentário:

Norx disse...

Auchhh
Que verdade tão inconveniente...
Para o nosso ego como nação!
(leia-se Aglomerado populacional )
Abraço rijo como um perô!