Ele há coisas do belzebú

Nada mais entusiasmante do que alguém que descobre outras formas de utilizar coisas comuns, quebrando regras e lançando novas possibilidades, mas este tipo exagera.
Ele chama-se Erik Mongrain e toca guitarra de uma forma... bem, de uma forma muito especial.
Toca a aumentar o volume e espreitem só isto:


Já agora, o site do jovem também merece ser visitado, enquanto não sai o seu primeiro álbum.


PS: este post leva um abraço especial para o Sepúlveda, que deve estar também ele a insultar o careca.

4 comentários:

aifos disse...

Há coisas fantásticas, não há?

Kane disse...

Eh pá, sem querer parecer pouco modesto, mas ainda assim correndo o risco, eu tenho um estilo pessoal de tocar muito parecido com esse tipo, principalmente no que toca à particularidade da guitarra sobre os joelhos. Mas, à beira dele, eu sou um joão-das-couves...

Um abraço,

kane

ma disse...

Pois olha, Moura, devolvendo-te esse abraço -- um amplexo à polvo manco em jeito de boas entradas -- nunca pensei em confessar tal coisa, mas não me importaria peva em vender a minha alminha de três cêntimos para conseguir fazer um Lap em condições.

<pub>
Mais uma coisinha: cada vez menos sinto vontade em insultar jovens bonitos, elegantes e extremamente sensuais, parcos na cabeleira mas riquinhos na criatividade e potência do libido!

Muito mais do que uma ausência capilar, é uma tendência em saber...

... bom, acho que já me fiz entender.
</pub>

Kane disse...

Eu jurei que não ía fazer este "coment", mas não resisto: FODA-SE...quem é que corta os dedinhos a este gajo?
Perdoem-me a sinceridade...

Um abraço.

kane